Patente da Sony sugere emulação de jogos de PS1, PS2 e PS3 via nuvem

Pra quem a mãe não deixava jogar Bushido Blade.


A Sony registrou uma patente que sugere a possibilidade de rodar jogos dos consoles PlayStation, PS2 e PS3 via nuvem. Confira:


A patente foi encontrada pelo usuário do Twitter @Renka_schedule, e em tradução via site IGN, diz que “um número grande de jogos de PS1, PS2 e PS3 e diversas gerações de consoles podem ser armazenados e utilizados via nuvem em biblioteca virtual de jogos. – Estes podem ser rodados em máquinas virtuais que emulam os sistemas operacionais associados a cada console.”


A imagem da patente traz claramente os esquemas identificados dos PlayStation e gerações anteriores ao PS4 sendo emulados em diferentes telas, mas não fica claro se a emulação estaria associada ao PlayStation Now.


Maquinas virtuais já são uma realidade quando existe a necessidade de testar aplicativos desenvolvidos em algumas plataformas sem a necessidade de ter obrigatoriamente o hardware a depender da demanda, e parece ser uma saída viável para revitalizar as bibliotecas dos consoles não contemplados pelos sistemas de retrocomaptibilidade.


Uma outra função destacada mais adiante pelo usuário é a possibilidade de, através da captura do próprio gameplay, os usuários poderem salvar trechos e criar minigames que poderiam ser compartilhados via nuvem, conceito já conhecido para os fãs de Paper Mario, ainda que nesse caso o jogo seja de fato uma plataforma de criação específica.


Registros de patente muitas vezes compreendem estudos e protótipos que podem nunca sequer chegarem a ser lançados, entretanto, enquanto a Microsoft oferece retrocompatibilidade com jogos até da primeira geração do Xbox com uma lista considerável e a Nintendo possui NES e SNES com lançamentos constantes de títulos originais desses consoles no Nintendo Switch Online, a Sony atualmente só garante retrocompatibilidade com jogos do PS4 e uma solução em nuvem, associada ou não ao PS Now seria uma ótima alternativa para revitalizar as extensas e excelentes bibliotecas das primeiras gerações de seus consoles.


Vale lembrar que o serviço do PS Now não está disponível no Brasil.


fonte: The Enemy

0 visualização0 comentário